Minha jornada  

O autoconhecimento não é fácil, não é rápido. É um processo lento e talvez até doloroso.

Conhecer seus medos, angústias e dores mais profundas não são sentimentos que queremos para nós. Às vezes, temos medo de deixar para trás algumas coisas, mas é só deixando ir que novas coisas podem chegar. Se autoconhecer é uma forma de acabar com medos e deixar a vida fluir como deve ser. Quando você se conhece, você sabe o que te deixa triste, você entende como sua vida está e porque está como está, entende como se portar num momento de muito estresse, consegue não se deixar influenciar por coisas banais, que te fariam sofrer à toa.

A caminhada de cada um é diferente, cada um tem o seu momento, tem a sua hora de iniciar esse processo. A minha já começou e estou a cada dia mais em paz comigo e com a minha vida. E me sentindo assim com ela, a vida parece que flui de forma natural.

Eu iniciei no autoconhecimento e fui parar no despertar da consciência. Como isso aconteceu? Foi mais ou menos assim:

  • Livros

Não sei bem quando iniciei minha jornada, mais ou menos uns 4 meses atrás, e os livros “Propósito” e “O Poder do Agora” ajudaram muito no início do processo. Atualmente, estou lendo o livro “Um novo mundo – O despertar de uma nova consciência”.

  • Meditação

Depois inclui a meditação. Fazia muito tempo que eu queria meditar e sempre acabava deixando pra amanhã ou pro mês que vem. Quando resolvi que isso seria uma prioridade na minha vida, eu comecei, e tem sido uma experiência maravilhosa. Aquele momento de silêncio, de não pensar, ou melhor, deixar os pensamentos fluírem sem se apegar a eles é o meu momento, é onde eu sinto a paz dentro de mim e onde consigo ter novas ideias. E o mais importante da meditação foi descobrir que a felicidade está dentro de nós e não em algo ou alguém externo a nós.

  • Spirulina e Chlorella

Além disso, fazia uns 3 meses que eu tinha começado a  tomar “Spirulina” e “Chlorella”, que são algas, super alimentos que contêm tudo que nosso organismo precisa para sobreviver e para se renovar. E nessas minhas leituras, descobri que essas algas ajudam na expansão da consciência. Outro dia vou fazer um post falando só sobre essas duas algas.

  • Astrologia

Encontrei pelo instagram a Isa Mezzadri, astróloga, que tem o @invertisa. Ela posta bastante sobre isso e acabei me encontrando nesse meio. A identificação  começou porque tudo que está influenciando a lua, influencia minha vida também, as coisas que ela falava, fazia sentido pra mim porque realmente aconteciam.

  • Coincidências e a força do pensamento

Não acredito em coincidências, acredito que as coisas acontecem porque tem que acontecer. Às vezes precisamos passar por certas situações para aprender coisas das quais vamos precisar mais a frente nas nossas vidas. E todos que passam pela nossa vida tem algo a nos ensinar, sejam elas boas ou ruins.

Sempre acreditei no poder do pensamento, mas não sabia exatamente como usar. Só sabia que muitas coisas que eu queria do fundo do meu coração, aconteciam.

Um dos pontos principais sobre isso é: nossos pensamentos geram sentimentos. Por exemplo, quando estamos com medo nosso cérebro entende que há um perigo e prepara o nosso corpo para o ataque, enche nosso corpo de coisas que possam ajudar em alguma ação. O nosso cérebro não sabe a diferença entre nossos pensamentos e a vida real, o que realmente está acontecendo. E isso emana pro Universo. Outro exemplo é quando ficamos nervosos, geralmente dá uma tremedeira, alguns tem dor de barriga. Ou seja, o nervosismo se transformou num sentimento que afeta diretamente o corpo.

Então coisas que mudei foram:

  1. Parar de sentir medo. Não é nada fácil, aos poucos fui me conscientizando de que o medo não existe, porque o medo é algo criado pela mente com várias situações que talvez possam acontecer. Então o medo está no futuro, não sabemos exatamente o que vai acontecer. Quando algo acontecer só precisamos agir, saberemos como agir. Não precisamos ficar mirabolando várias situações.
  2. Parar de reclamar da vida ou situações. Enquanto estamos reclamando de alguma situação o Universo fica atrelado a esses sentimentos e fica mandando mais coisas das quais você vai reclamar.
  3. A meditação ajuda nisso também, porque aprendemos a deixar os pensamentos ruins passarem pela nossa mente sem a necessidade de nos conectar a elas.

Tudo isso me deixa a cada dia mais curiosa, e querendo aprender mais e mais. 

Próximas etapas: Praticar Yoga. Parar de comer carne (por enquanto aceito a situação de que ainda não consigo parar e apenas diminuir). Aprender a confiar nos meus instintos. Ler muito sobre todos os assuntos que me fazem bem. Descobrir o meu Dharma, o meu propósito de vida.

E lembre-se: Você está onde deveria estar. Tenha paciência e seja positivo. Algo sempre melhor está por vir. Faça aquilo que você acha que faz sentido para você.

“A verdade é tão grande, as palavras tão pequenas”. Sri Prem Baba

Deixo aqui a dica de um filme maravilhoso sobre a trajetória de Sri Prem Baba, o autor do livro “Propósito”.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Bethsey disse:

    Amei! Vou me inspirar na sua experiência pra começar também 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ana Pedrozo disse:

    Que lindo negrinha!! impressionada com tua evolução!!! Como fico feliz por saber que tu ta tão bem e que busca repassar tudo o que aprende!! Bjsss

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s